Como ser abençoada: Nomeie-os um a um

Quando concluímos na semana passada, começamos com a afirmação:

  • Não resistindo ao mal e ao invés disso recebendo-o, permitindo que aumente.

Para que o mal seja completamente destruído, primeiramente deve ser permitido que ele cresça.

Não conseguimos atrair outras pessoas para o Senhor por causa do nosso estilo de vida, pois acolhemos pensamentos errados, princípios mentirosos que são aceitos e promovidos não apenas pela sociedade mas também pela igreja, que vive ignorante aos princípios do Senhor e acaba seguindo a mesma reação ao mal que qualquer outra pessoa no mundo segue.

Então este, como a maioria dos pecados, começa na mente. Apenas com uma quantidade adequada de conhecimento e entendimento, nós seremos capazes de resistir às tentativas do inimigo de nos fazer pensar em coisas que normalmente iríamos rejeitar rapidamente.

Quando é que estamos mais vulneráveis para acolher pensamentos que normalmente rejeitaríamos?

Frequentemente, o inimigo nos leva a acolher pensamentos errados em momentos de auto-piedade ou quando alguém é solidário conosco pelo que estamos passando — quando algo ou alguém nos ofendeu ou machucou. Esses sentimentos estão profundamente enraizados no ORGULHO, nós simplesmente acreditamos que não merecemos isso e que Deus deveria nos dar uma vida fácil. Sério? Como se Deus nos devesse ALGUMA coisa a mais! Se Jesus nunca fizesse nenhuma outra coisa a mais por você ou por mim, ainda assim já temos MAIS do que MERECEMOS com a nossa salvação — amém? Então, antes que isso comece a tomar conta de você, fique alerta com a auto-piedade ou com o acolhimento de uma postura defensiva, pois essa atitude pode te atrair e te derrubar mais rápido do que qualquer outra coisa.

Outra armadilha que pode estimular uma maneira errada de pensar são os nossos relacionamentos íntimos com pecadores. Poderia ser na realidade um crente que acredita que viver em pecado é correto, ou poderia ser alguém que esperamos levar à salvação. Precisamos ser extremamente cuidadosas para que não nos tornemos próximas ou confortáveis demais, pois rapidamente, nós não conseguiremos mais discernir as palavras de conhecimento e “o branco parecerá preto” e o “errado parecerá certo”.

Salomão entendeu essa verdade quando ele escreveu em Provérbios 14:7 “Mantenha-se longe do tolo, pois você não achará conhecimento no que ele falar.” Entretanto, ele mesmo violou essa sabedoria se casando com mulheres estrangeiras que fizeram-no se afastar de Deus, levando-o a escrever em Eclesiastes: “Vaidade de vaidades, diz o pregador; Vaidade de vaidades! Tudo é vaidade”, o que simplesmente significa “Que desperdício”.

Ao invés disso, e especialmente durante a sua jornada da restauração, você deve se colocar a parte! Isso pode significar que você precise almoçar sozinha no trabalho, o que significa que você deve aceitar ser mal entendida ou considerada estranha. Mas confie em mim, vale a pena! Eu prefiro ir para o meu carro e ouvir músicas de louvor do que estar num refeitório e ouvir coisas imundas, fofocas ou sobre a maldade do mundo. Antigamente, quando eu fazia as minhas unhas no salão, eu pedia que desligassem a televisão que estava sempre vomitando todo o tipo de coisas repulsivas em minha mente. Mesmo que todos no salão tenham ficado chocados na primeira vez que eu fiz isso, eles desligaram conforme eu pedi, e todo o ambiente se transformou. Das outras vezes, quando eu chegava no salão, eles já desligavam a televisão, todos sorriam e eu sabia que lá no fundo, todos queriam se sentir limpos interiormente. Isso também me ajudou a falar de uma forma mais natural com todos.

Porém, se você ainda assiste televisão, por que não dar o drástico passo e fazer a purificação em você e em sua casa (claro que isso não se aplica para as mulheres cujos maridos estão em casa), removendo-a? Esse foi apenas um dos muitos benefícios de estar separada enquanto eu passava pela minha própria jornada da restauração. E quando meu marido voltou dois anos depois, ele permitiu que o televisor fosse “zona proibida” para as crianças! Aleluia!

Então, se você está separada, não permita televisão em sua casa, não importa o que seus filhos digam. Se você é a líder espiritual de sua casa, você deve exercer a sua autoridade espiritual — mulheres, Jesus é o seu Marido, Ele irá apoiá-la! Homens, essa é a sua correta posição, enquanto cabeça do lar, então seja enfático.

E se os seus filhos mais velhos ameaçarem sair de casa, mantenha-se calma (nunca discuta) escute, mas não ceda às suas ameaças por conta do medo. Ao invés disso, incline-se perante ao Senhor; diga que você está confiando Nele nessa (e em todas) as batalhas.

Como ALGUÉM combate às tentações da fraqueza? A resposta é encontrada em 1 Pedro 3:11: “Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança.”

O primeiro passo para resistir à tentação é simplesmente se afastar do mal, o que significa que você não deve permanecer lá e ficar olhando para isso. E é importante observar o que fazer, o segundo passo (e mais importante) é que você deve então fazer algo bom.

Essa passagem é especialmente importante como um todo, pois é aplicável a tantas de nós que somos tentadas a dizer algo que não deveríamos. O versículo continua e diz que nós devemos “buscar a paz com perseverança.” Então, na área em que muitas de nós estamos tentando conquistar, “nossas línguas”, essa passagem nos dá uma das curas: parar de falar e talvez até mesmo nos afastarmos da pessoa para quem nós diríamos algo que não deveríamos dizer.

Simplesmente vire-se e olhe para o céu, clamando em seu espírito para Deus ajudá-la. E então, imediatamente “faça o bem” tomando suas palavras equivocadas (que você não deveria ter dito ou até mesmo pensado em dizer) e confiando em Deus para dizer algo de bom (abençoando). Pode ser algo do tipo, “Me desculpe, eu errei ao dizer isso. Por favor, me perdoe. A verdade é que…” E então, edifique essa pessoa com palavras bondosas (essa é a bênção de que estaremos falando na próxima semana).

Uma vez que você “continue seguindo adiante” com “a busca da paz”, continue perseguindo-a. Aceite as palavras indelicadas que a pessoa continua dizendo para você e concorde, apenas balançando a cabeça e dizendo calmamente, “Você está certo”. Isso é buscar a paz. E você descobrirá que vocês não estão mais em lados opostos, vocês agora estão do mesmo lado. A outra pessoa pode estar com raiva, chateada ou machucada, então ao concordar com os seus sentimentos, e sendo compreensiva, você neutralizará qualquer discussão desrespeitosa.

Se não é com palavras que você está fazendo o mal, mas ao olhar ou escutar o que não deveria, então ao invés de ler algo errado ou mau, substitua por ler a Bíblia. Se você tem bisbilhotado (lendo os e-mails de seu marido por exemplo ou algo que alguém te enviou e que você sabe que não deveria ler), pare e pegue a sua Bíblia.

Se você está assistindo televisão, então desligue-a, abra uma mensagem inspiradora em seu telefone, tipo a nossa séria “Seja Encorajada” ou algo que você sabe que te fará progredir adiante. Para aquelas que são “viciadas” em assistir TV, é preciso investir em momentos de clareza, algo que será produtivo em relação aos seus marcos espirituais. Mensagens adequadas e pensamentos adequados trarão paz e renovarão a sua mente (além de estimular o seu apetite por coisas boas ao invés de alimentar a sua carne!).

Você também pode se conectar para ler alguns relatórios de louvor, e alguns testemunhos de casamentos restaurados; ou ainda melhor, procurar por pessoas que pediram oração em outros sites e dar a elas esperança! Esperança Finalmente

O que você precisa estabelecer em sua mente é, o quanto você quer ser abençoada? Em seguida, limpe a sua vida e mude a sua vida para este objetivo; então, veja as bênçãos sendo derramadas sobre sua vida!

Pecado no Acampamento de Ai

Nessa semana, a nossa família tem estudado o livro de Josué e eu não posso deixar de pensar no princípio do “pecado no acampamento” que levou Josué a ser derrotado na primeira vez que ele atacou Ai.

O seu exército venceu uma incrível batalha quando conquistou Jericó, mas quando eles tentaram conquistar Ai, que era uma batalha insignificante comparada com a outra, eles foram derrotados e tiveram que fugir, devido ao pecado escondido em seu acampamento.

Algumas de vocês estão perdendo uma batalha atrás da outra e se tornando cansadas, prontas para desistir dia após dia. E hoje eu creio que o Senhor está lhes dizendo o motivo, “Ei, há pecado no acampamento!” Pode ser apenas um pecado que Ele tem te dado convicção, mas você ainda não parou para lidar com isso. Pode ser algo que você tenha permitido em sua casa com suas crianças.

Entretanto, para aquelas cujos maridos estão em casa, você não tem a autoridade para tirar o seu lar do pecado, mas — certamente você pode jejuar e orar para que o Senhor convença o seu marido ou pelo menos que ele fique cansado das consequências e passe a agir e lidar com isso. Mas para aquelas que são as líderes espirituais em seus lares — novamente — limpe o seu acampamento! O pecado irá desgastá-la e derrubá-la! Esse é o plano do inimigo. (Daniel 7:25).

Nós, em nós mesmas, somos completamente impotentes perante o pecado que nos consome, mas Nele e através Dele, nós podemos conquistar o que nos atormenta se clamarmos a Ele por socorro! Para superar esse adversário em nossas vidas será preciso arrependimento, confissão e clamor a Deus em alta voz (eu gosto de fazer isso em meu carro quando Ele pode me ouvir, mas ninguém mais me ouve).

Não foi dessa forma que todas nós começamos a nossa jornada da restauração? Clamando a Ele?

Salmos 1:4 “Não é o caso dos ímpios! São como palha que o vento leva.”

Nós entramos nesse vale por causa do quanto falhamos em voltar os nossos olhos e corações para o Único que pode trazer a verdadeira e profunda alegria. Então Deus amorosamente removeu tudo em nossas vidas que importava para nós — nossos cônjuges e nosso casamento — para atrair a nossa atenção. Tudo para o que trabalhamos e tudo o que adorávamos (já que não adorávamos ao Senhor) foi removido: a impiedade foi levada como a palha. Deus, em Sua misericórdia por nós, removeu nossos cônjuges, talvez nossos lares, talvez nossos filhos, possivelmente nossos amigos, e frequentemente a nossa reputação. O que restou foi apenas nós e Ele! Que maravilha.

Deus quis, e ainda quer nos mostrar, que tudo o que realmente precisamos nessa terra para realmente sermos felizes é DELE!

“Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.” Mateus 5:3. Nós iremos encontrar o céu na terra quando realmente percebermos o quão espiritualmente pobres e nuas nós estávamos quando confiamos em nossas posses materiais (o que todo mundo acha que irá fazê-los felizes) para nos trazer a verdadeira felicidade.

No entanto, se nós ainda nos cercamos com pecado, que não pode fazer outra coisa a não ser nos separar de Deus, então nós iremos nos sentir da mesma forma que nos sentíamos antes. E agora, porque Ele nos ama como um de Seus filhos (nos ama tanto que nos disciplina), Ele novamente irá remover tudo o que continua nos distraindo para que possamos nos concentrar no que realmente importa.

Você já resolveu essa questão em sua mente ou você ainda está tentando conseguir de volta o que Ele removeu (perseguindo o seu esposo, principalmente em seu coração, ao invés de estar desejando mais Dele)? Ou, você está dando atenção ao que Ele removeu e se lamentando sobre as coisas e as pessoas que você perdeu?

É tão fácil ver porque o Senhor se refere a nós como “crianças pequenas”, pois essa é a forma que agimos quando reagimos negativamente. Nós continuamos mantendo nossos corações em coisas ou pessoas que precisamos deixar ir e/ou ficando com raiva e desconsoladas. Não é até que tenhamos rendido tudo a Ele, que nós poderemos receber o que Ele quer nos dar.

É hora de deixar ir o pecado. Deixa ir a tudo e todos, menos Ele.

E para fazer isso, algumas vezes, pode ser que seja preciso deixar de orar pelos outros. Até porque algumas vezes as nossas orações são muito focadas nos outros.

Essa semana, coloque todo o seu foco Nele; entregue a Ele aquelas pessoas ou coisas para que Ele cuide “lançando todo os seus cuidados sobre Ele” (não se preocupe, Ele não as abandonará). Geralmente, quando chegamos no fundo do poço e “desistimos”, Deus começa a se mover.

Entregue a Ele o seu cônjuge, o seu casamento e todas as pessoas que precisam de salvação. E então, durante essa semana, simplesmente AGRADEÇA-O! Invista o seu tempo agradecendo e louvando-O. Faça uma lista com tudo o que Ele tem feito e louve-O por todas as coisas, “uma por uma”. Separe um tempo para louvá-Lo (geralmente, ouvir certas músicas te levará a um espírito de louvor e adoração e gratidão). Vamos novamente nos aprofundar em Seu amor, nos cercando com mais e mais Dele!

~ Erin

Cantares de Salomão 2:16, 5:8 – “O meu amado é meu, e eu sou dele” “Porque eu estou doente de amor”.

Se você tem um Testemunho ou Relatório de louvor que gostaria de compartilhar sobre a mensagem desta semana, por favor, reserve um momento para:

Enviar um Relatório de Louvor para o nosso Encorajamento Diário –   CLIQUE AQUI

Se você perdeu uma das mensagens anteriores, clique na tag abaixo #CSA e seja ainda mais encorajada!