Meu coração se encheu de esperança

Minhas queridas amadas, bom dia.

Gostaria de compartilhar com vocês sobre a alegria que meu coração se encheu neste momento ao ler um relatório de louvor recebido hoje pela manhã. Sempre leio a noite, pois tenho um bebê e é o único momento que tenho livre para meditar na Palavra e fazer meus cursos.

O que quero compartilhar é que eu estou aos prantos, chorando muito amadas, pois estava um pouco abatida e triste por achar que estava remando contra a correnteza. Deixe-me explicar melhor: eu nunca fui casada legalmente com o pai do meu filho, há uns dois anos atrás, Deus tirou ele de casa e eu encontrei esse Ministério, fiz meu Questionário de Avaliação de Casamento e fui orientada pelas ministras a não me unir novamente, esperar Deus restaurar a relação em casamento e me manter pura até esse dia.

Mas eu fui falha e deixei me levar “pelos meus próprios entendimentos” e achei que Deus tinha “restaurado minha relação estável”.

“Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.” Provérbios 3:5

Amadas, aconteceu que com o passar dos anos, tudo foi desmoronando novamente, pois não estávamos sob a proteção e debaixo das bênçãos de Deus. E eu que cresci na igreja e sempre ouvi sobre isso, me deixei levar e fiquei cega diante das situações. Mas após o nascimento do nosso filho, eu fiquei mais sensível em receber as bênçãos do Senhor em nossa descendência e decidi dar um “basta” naquela vida que levávamos. Deus sempre me incomodou a respeito disso principalmente nas Santas Ceias, que eu não podia participar e eu fazia “vista grossa”, pois me era cômodo ficar em minha zona de conforto.

Pois bem, saí e comecei a fazer novamente os cursos, porém muito desanimada, pois saí de casa e voltei para casa de minha mãe, uma cidade no interior e muita gente passou a questionar.

Passei a ouvir até mesmo de gente próxima, parentes e amigos sobre minha relação e falarem mal do pai do meu filho. Estava tão desanimada em fazer os cursos e parei uns dias atrás por não ver nada acontecer e as coisas só pioraram, pois estou desempregada.

Amadas, eu fiz isso não porque eu quisesse. O que eu queria na verdade, o que minha carne queria era ficar ali, com todo conforto da cidade grande que meu companheiro  dava.

Mas eu fiz isso para obedecer a Deus e ser abençoada por Ele. Saí de casa, daquela relação sem compromisso (pois era assim que ele dizia que nada tinha comigo por não sermos casados) e vim para uma cidade onde nada tem, nem mesmo estrutura de saúde para o meu filho, para obedecer a Deus e confiante de que Ele agiria a respeito disso.

Enfim, eu já estava desistindo da caminhada amadas, achava que Deus jamais agiria em meu favor por não ter tido um casamento oficial. Achava que estava sendo uma tola orando pedindo isso a Ele. Achava que sim, eu teria uma nova chance com outra pessoa, pois nunca tinha tido compromisso sério e portanto tudo aqui dito não era referente a minha situação.

Mas hoje eu pedi a Deus uma luz de como agir, de como deveria orar, se era para esquecê-lo ou se para seguir em frente mais uma vez em oração pelo meu relacionamento.

Ele, que nunca me deixou sozinha, que em tudo tem me ouvido, cuidado nos mínimos detalhes, me respondeu através deste relatório de louvor, onde a noiva compartilha sobre sua relação estável e sobre se manter obediente a Palavra, e que sim, podemos continuar em obediência, que Ele pode e vai restaurar, transformando uma relação “estável” em “casamento”. Que benção minhas amadas!!! Meu coração se encheu de esperança, estou como quem sonha!

“Quando o SENHOR restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles. Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres. Restaura, SENHOR, a nossa sorte, como as torrentes no Neguebe. Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes.” Salmos 126: 1-6

Vou continuar minha jornada confiante que serei vencedora e que logo, logo estarei aqui compartilhando com vocês sobre o meu casamento para Honra e Glória do Nome do Senhor. Deixarei de ser mera ouvinte, e serei coadjuvante com as amadas, pois por diversas vezes eu me senti reprimida em enviar meus relatórios de louvor por não me achar “encaixada” no Ministério, por ter errado e por ter seguido por meu próprio entendimento sem ouvir os conselhos das Ministras no início da jornada.

“Dos seus pecados e iniquidades nunca mais me permitirei recordar. Afinal, onde todas as transgressões foram perdoadas, não existe mais qualquer necessidade de oferta de sacrifício pelo pecado.” Hebreus 10:17-18

Obrigada meu MC por ser tão bondoso comigo, por não desistir de mim e por responder a todas as minhas dúvidas como sempre tens feito.

“Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos”  2 Coríntios 5:7

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” Hebreus 11:1.

~ Uma Renovadora no Maranhão